quarta-feira, 20 de maio de 2009


Detesto não poder decidir

Detesto estar de mãos atadas

Detesto prever situações, agarrar as oportunidades e ter um superior que me desautoriza

Detesto sentir-me uma * Cassandra,

Detesto ver as oportunidades a voarem por acção da inveja,

DETESTO!

Ok, agora vamos tentar positivar isto...

hum....

As coisas acontecem quando têm que acontecer...

Se não aconteceram foi porque não era altura...

Com a inveja dos outros aprendo a ser mais tolerante...

Com a mesquinhez dos outros aprendo a ser mais humilde...

Com os erros dos outros aprendo a não fazê-los eu...

Vivendo, processando e aprendendo!


* Cassandra

Cassandra é uma personagem da mitologia grega, filha do rei Príamo e da rainha Hécuba de Tróia.
A mitologia grega conta como Cassandra e o seu irmão gêmeo,
Heleno, ainda crianças, foram ao Templo de Apolo brincar.

Os gêmeos brincaram até ficar demasiado tarde para voltarem para casa, e assim, foi-lhes arranjada uma cama no interior do templo.

Na manhã seguinte, a ama encontrou as crianças ainda a dormir, enquanto duas serpentes passavam a língua pelas suas orelhas. A ama ficou aterrorizada mas as crianças estavam ilesas. Como resultado do incidente os ouvidos dos gêmeos tornaram-se tão sensíveis que lhes permitiam escutar as vozes dos deuses.
Cassandra tornou-se uma jovem de magnífica beleza, devota servidora de Apolo. Foi de tal maneira dedicada que o próprio deus se apaixonou por ela e ensinou-lhe os segredos da
profecia.

Cassandra tornou-se uma profetisa, mas quando se negou a dormir com Apolo, ele, por vingança, lançou-lhe a maldição de que ninguém jamais viesse a acreditar nas suas profecias ou previsões.
Cassandra passa então a ser frequentemente considerada como louca ao tentar comunicar à população troiana as suas inúmeras previsões de catástrofe e desgraça.
A incredibilidade para com as previsões e profecias de Cassandra levaram à queda e consequente destruição de Tróia, quando esta viu frustradas as suas sucessivas tentativas de implorar a Príamo que ele destruísse o cavalo de madeira (
Cavalo de Tróia) divisado por Ulisses para a conquista de Tróia pelo seu interior.
Com a cidade já tomada pelos gregos, Cassandra refugia-se no templo de
Atena, onde é descoberta e violada pelo brutal Ájax, filho de Oileu (a deusa haveria de vingar-se do guerreiro, posteriormente). Na partilha do butim de guerra, ela é dada a Agamenon, que a leva em seu navio, na viagem de volta à Micenas, onde ambos seriam assassinados por Egisto, amante da rainha Clitemnestra, esposa de Agamenon.

9 comentários:

Astor disse...

Sou à favor dessa "positivação" da coisa :P

Calíope disse...

É sempre uma boa ideia ver o lado das coisas, por piores que elas sejam. A leitura sobre a vida da Cassandra só me suscitou uma pergunta, o q aconteceu ao Heleno? ;)

macaso disse...

1º: Realmente adorei ver o lado positivo das coisas.
2: Também tenho que te enviar umas energias positivas.
3º: Vais sempre a tempo de dar mimos:)

Miminhos também para ti

Alyne disse...

Tens uma casa nova mais arejada, parece.
:)

bjnh

criptog disse...

Podes decidir poder decidir?

Tartaruguinha disse...

Andava a ver o antigo pink e julgava-te desaparecida! Mas continuas determinada e com boa energia. Só assim se combate as invejas e os maus humores e até mesmo a incompetência! Boa sorte nessa jornada! Beijos

intruso disse...

dark mood?

toca a acor-de-rosar...
que o sol está aí.

:)

bj

Haddock disse...

pudesse eu e mandava esses tipos todos para tróia (não a península ao pé de setúbal, mas a outra que é ou foi província turca) para levarem com o cavalo em cima. e isto só como primeira lição!!

*

casa de passe disse...

Está de férias a menina?

Abraço


NINI